Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Servidores da Ouvidoria-Geral participam de aula aberta de libras

Aula aberta no Centro de Porto Alegre ensina Língua Brasileira de Sinais à população

Publicação:

imagem de servidores públicos praticando aula de libras em plena esquina democrática na cidade de porto alegre
Ação na Esquina Democrática marcou os 17 anos do Dia Nacional de Libras - Foto: Foto: Mauricio Tonetto / SJCDH

"Servidores da Ouvidoria-Geral do Estado estão sendo capacitados para atender usuários do serviço público que apresentam deficiências auditivas"

Um dos espaços mais tradicionais do Rio Grande do Sul recebeu nesta quarta-feira (24/4) uma aula aberta para aproximar a população da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Promovida pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), a atividade ocorreu na Esquina Democrática, no Centro Histórico de Porto Alegre, e marcou os 17 anos do Dia Nacional de Libras.

Alunos do curso de Libras e funcionários da Faders ensinaram, de forma gratuita, noções básicas da língua ao público que passou pela Esquina Democrática entre 10h e 13h. Dispostos em círculo, os interessados leram em um quadro conceitos fundamentais de Libras enquanto tentaram responder questionamentos e dialogar por meio da Língua Brasileira de Sinais. “Muito interessante. Aprendi a falar, por exemplo, pode e não pode”, relata a vendedora Marlene dos Santos, que nunca havia tido contato com Libras.

imagem de professora de libras ensinando sinais aos alunos do curso da faders em pleno espaço público da rua da praia em porto alegre
Alunos do curso de Libras e funcionários da Faders ensinaram noções básicas da língua de sinais para quem passou pelo Centro - Foto: Mauricio Tonetto / SJCDH

A coordenadora de Acessibilidade da Faders, Ana Flávia Beckel Rigueira, explicou que o objetivo da aula foi sensibilizar a sociedade. “Existem várias dimensões para a acessibilidade, e a comunicacional é uma delas. Então, quando trazemos uma ação dessas para a rua, fazemos com que outras pessoas conheçam e se transformem”, disse Ana Flávia.

Conforme o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini, atividades como essa demonstram a energia de um governo que quer incluir e promover a acessibilidade. Outras ações semelhantes serão desenvolvidas pela pasta com o intuito de dialogar efetivamente com a sociedade. “A Faders tem um papel fundamental de qualificação e inclusão nos municípios. Na comemoração dessa data, não poderíamos ficar inertes. A troca de experiência com a população humaniza e gera um efeito real. Vamos treinar nossos quadros técnicos para receber, acolher e tratar as pessoas de maneira adequada”, salienta Paladini.

A Lei Nº 10.436/2002 reconhece como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais. A legislação diz também que deve ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão da Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil.

00:00:00/00:00:00

Faders celebra o Dia Nacional da Lei de Libras que garante inclusão desde 2002

Canal oficial do governo gaúcho. INSCREVA-SE e saiba em primeira mão as notícias do Rio Grande do Sul. Siga também nossos perfis no twitter @governo_rs, facebook GovernodoRS e no portal do governo: http://www.rs.gov.br/ Acesse este espaço também par Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Texto: Mauricio Tonetto / Ascom SJCDH
Edição: Secom

fonte original: estado.rs.gov.br

Ouvidoria-Geral